icon-ham
haitong

Aula de patriotismo e visita a centro de cooperação lusófono na agenda de Xi Jinping

epa08078828 Chinese President Xi Jinping (L) is accompanied by his wife Peng Liyuan (R) as they arrive at Macao International Airport in Macao, China, 18 December 2019. President Xi is in Macao to participate in the Macao Special Administrative Region of the People's Republic of China 20th anniversary celebrations. Macao was governed by Portugal until 1999 when it was transferred to China. As a special administrative region, Macao maintains separate governing and economic systems from that of mainland China.  EPA/JOAO RELVAS

O Presidente da China, Xi Jinping, visitou hoje, em Macau, a nova sede da cooperação comercial sino-lusófona, depois de ter assistido a aula patriótica e de ter entregado vários instrumentos musicais a uma escola secundária do território.

Xi Jinping, acompanhado pelo chefe do Executivo cessante, Chui Sai On, e pelo ainda titular da pasta de Economia e das Finanças, Lionel Leong, foi ver o novo complexo da Plataforma de Serviços para a Cooperação Comercial entre a China e os Países de Língua (Fórum de Macau), segundo imagens difundidas pelo Governo de Macau.

Neste que é o segundo dia da sua visita ao território para as cerimónias de tomada de posse do novo Governo e celebração do 20.º aniversário da transferência de administração do território de Portugal para a China, o Presidente chinês visitou ainda o Centro de Exposição dos Produtos Alimentares dos Países de Língua Portuguesa e assistiu a uma apresentação sobre o desenvolvimento urbanístico e empreendimentos de Macau.

Antes, segundo as imagens que as autoridades deram a conhecer à comunicação social, Xi visitou de manhã a Escola de Talentos anexa à Escola Hou Kongna, na ilha da Taipa e assistiu a uma apresentação sobre a promoção da educação patriótica e os respetivos resultados em Macau.

Na mesma ocasião, segundo as autoridades de Macau, o Presidente da China entregou “vários instrumentos musicais e livros” à escola.

O diretor do Departamento de Educação e Juventude de Macau, Lou Pak-sang, disse, segundo a emissora RTHK de Hong Kong, que o Presidente chinês lhe transmitiu que está satisfeito com o sistema educacional do antigo território administrado por Portugal.

Xi, de acordo com o responsável local, pediu aos funcionários da escola para ensinarem os jovens sobre os 5.000 anos de história chinesa.

O conhecimento da história chinesa, enfatizou o Xi, ajudará a manter o povo e o país unidos.

No primeiro ato oficial de hoje, Xi Jinping foi ao “Centro de Serviços da Região Administrativa Especial de Macau para Serviços Internos prestados pelo Governo à população”, lê-se na descrição de uma fotografia divulgada pelas autoridades do território.

O programa da visita de Xi Jinping a Macau foi apenas parcialmente divulgado publicamente, sem horas exatas em relação aos eventos, não havendo também aviso prévio à população sobre eventuais cortes de estradas.

O Presidente chinês chegou ao território na quarta-feira à tarde e encontrou-se de seguida com o chefe do Executivo de Macau, Fernando Chui Sai On, que cessa funções na sexta-feira, num encontro reservado, ao qual teve apenas acesso a comunicação social estatal da China.

Já esta quinta-feira, visitou o Centro de Serviços da Região Administrativa Especial de Macau (RAEM), onde contactou diretamente com alguns residentes na cidade, segundo revelou o Gabinete de Comunicação Social (GCS) do Governo de Macau, mas já depois de a visita ter terminado.

Xi Jinping regressa a Pequim na sexta-feira, depois da tomada de posse do novo Governo de Macau, que será liderado por Ho Iat Seng.

Miguel Mâncio e João Carreira