icon-ham

Mais de 800 detidos em megaoperação de combate ao crime em Macau

Macau, China, 17 set 2019 (Lusa) - Uma operação tripartida entre Macau, Guangdong e Hong Kong levou à detenção de 812 pessoas, em menos de dois meses, no antigo território administrado por Portugal pela prática de crimes relacionados com câmbio, empréstimo e prostituição, foi hoje anunciado.


"Foram detidos 625 indivíduos pela prática de câmbio ilegal, 69 pela prática de empréstimo ilegal e 118 pela prática de prostituição", anunciaram os Serviços de Polícia Unitários de Macau, em comunicado.


Entre 15 de julho e 12 de setembro de 2019, decorreu a operação "Trovoada 2019" que se focou no combate ao crime organizado, agiotagem, estupefacientes, burla telefónica transfronteiriça e imigração ilegal, lê-se na mesma nota.


No total, foram mobilizados mais de 11 mil agentes policiais. Ainda no âmbito desta operação, 24.359 pessoas foram sujeitas a identificação, 3.777 foram conduzidas "à Polícia para efeitos de averiguações da identidade", das quais 917 foram encaminhadas para o Ministério Público.


Destas, 37 pessoas são suspeitas de casos relacionados com droga, 198 de agiotagem, entre as quais 48 pela prática de sequestro e 10 suspeitas de auxílio à imigração ilegal.


"Em relação ao cumprimento de mandados de detenção emitidos pelas autoridades judiciárias, foram intercetados e detidos 39 indivíduos, dentro dos quais, 9 foram entregues de imediato ao Estabelecimento Prisional para cumprimento da pena", apontaram as autoridades.



MIM // VM


Lusa/Fim